Conhecer o lindo lago Königssee em Berchtesgaden, na fronteira com a Alemanha, é uma excelente opção de bate e volta a partir de Salzburgo.

Sempre que eu viajo para uma grande cidade, programo alguma escapada para conhecer algum lugar próximo, que seja mais calmo e com clima de interior.

Assim, ao planejar a minha ida para Salzburgo, já reservei um dia a mais para conhecer o Königssee.

Lago Königssee: informações e curiosidades

Bem, em primeiro lugar é preciso dizer que “see” em Alemão significa “lago”. De modo que falar lago Königssee acaba sendo uma tremenda redundância! Assim, de agora em diante, vou me referir a ele apenas como Königssee.

Além disso, apesar de “König” significar “rei” em Alemão, pode ser que o nome não se refira exatamente ao “lago do rei”, uma vez que não houve reis na região da Bavária por um período de quase mil anos.

Enfim, curiosidades à parte, o fato é que o Königssee, definitivamente, merece uma visita.

Localizado em Schönau, um vilarejo  do distrito de Berchtesgaden, na região da Bavária, o Königssee faz parte da reserva ambiental do Parque Nacional dos Alpes.

É um lago imponente, com seus quase 8 quilômetros de extensão e 100 metros de profundidade em alguns pontos.

Cercado pelos alpes, o Königssee é considerado, também, o lago mais limpo da Alemanha, razão pela qual algumas restrições de navegação aplicam- se a ele.

Para manter a tranquilidade e a limpeza do lago, apenas barcos com motor elétrico são permitidos. Além deles, barcos a remo, pedalinhos e pranchas de stand-up também estão liberados.

Como chegar ao Königssee a partir de Salzburgo?

Visitar o Königssee a partir de Salzburgo é bem descomplicado. Se vocês estiver de carro, o percurso ficará em torno de 30 minutos, já que o vilarejo de Schönau (de onde partem os barcos que navegam pelo lago) fica a cerca de 25 quilômetros de Salzburgo.

Você pode, ainda, ir de trem. Porém, ao chegar a Berchtesgaden, inevitavelmente terá que pegar um ônibus até o vilarejo de Schönau.

Eu optei por ir de ônibus e foi super simples. Apesar de haver troca de ônibus em Berchtesgaden, o deslocamento durou cerca de 45 minutos.

A segunda parte do percurso é idêntica à feita por quem vai de trem: pega-se um outro ônibus – em frente à estação de Berchtesgaden – até Schönau.

Ponto de ônibus em frente à estação de trem de Berchtesgaden.

Eu já saí com as passagens para todos os trechos, compradas no guichê de atendimento da estação central em Salzburgo.

Importante ressaltar que, mesmo que você tenha um Salzburg Card válido, para este ônibus, você precisará comprar uma passagem específica, já que ele sai da área municipal. Não só isso: ele atravessa a fronteira para a Alemanha.

Entretanto, o custo não é muito alto. A passagem custou €13.80 por pessoa (valores de março de 2019), incluindo o segundo ônibus, até Schönau.

Agora, se você não quiser ir até Berchtesgaden por conta própria e preferir a facilidade de uma excursão de meio período, pode optar por adquirir um tour aqui pelo link do blog. A compra é segura, descomplicada e toda em Português.

O que fazer em Berchtesgaden?

Berchtesgaden tem outras opções turísticas, além do passeio de barco pelo Königssee até a Ilha de São Bartolomeu.

É possível, por exemplo, visitar o Ninho da Águia – antiga residência de verão de Adolf Hitler. Você pode, inclusive, comprar seus ingressos para um tour a partir de Salzburgo, antecipadamente e em Português, através do link aqui do blog.

O centrinho de Schönau

Assim que você desembarca do ônibus no pequeno vilarejo de Schönau, já vê uma ruzinha por onde todo mundo segue a fim de chegar ao portinho de onde saem os barcos para a Ilha de São Bartolomeu.

Durante o trajeto você passará por várias lojinhas, cheias de suvenires e, também, por alguns restaurantes. É um lugar bem agradável. Dá vontade de pernoitar por lá!

Eu até queria fazer uma refeição num desses restaurantes ao voltar do passeio de barco, mas fiquei com medo de perder o último ônibus de volta para Salzburgo. De modo que acabei deixando para comer em Berchtesgaden, mesmo.

Havia um Burger King ao lado da estação de trem e para aplacar a fome, um sanduíche foi providencial!

O que esperar do passeio de barco pelo Königssee?

Os barcos partem do portinho de Schönau em direção à Ilha de São Bartolomeu a cada 30 minutos. Para organizar a sua visita, você pode conferir a periodicidade e todas as informações mais atuais consultando o site oficial.

Lago Königssee – Quiosque para a compra do passeio de barco.

Não há assentos marcados, mas não fica ninguém em pé. O percurso dura cerca de 25 minutos e há um guia acompanhando.

Na ocasião do meu passeio, a narração mais completa foi toda em Alemão, com algumas pinceladas em Inglês para os pobres coitados que não entendiam uma palavra do idioma local.

No caso, eu e meu marido e mais uns 2 ou 3 gatos pingados. Mas, okay: a galera germânica parecia estar se divertindo muito com os “causos” do guia.

Em dado ponto do percurso de ida, quando o lago se encontra entre os paredões alpinos em uma posição perfeita para a acústica, um dos marinheiros larga seu posto, saca um trompete e toca uns acordes, que são ecoados pelas rochas.

Aí não é necessária nenhuma tradução para que todos tenham acesso ao espetáculo que a natureza proporciona. É um momento realmente lindo!

A Ilha de São Bartolomeu

A Ilha de São Bartolomeu pode ser visitada o ano todo e é um lugar bem relaxante e bucólico.

Antes mesmo de o barco se aproximar, você já percebe sua atração principal: a linda igrejinha construída em 1134 em homenagem ao santo e que dá o nome ao lugar.

Assim que você chega ao píer, já pode sair explorando a ilha.

Há pequenas trilhas, com uma vista deslumbrante para os alpes, que mesmo no início da Primavera, ainda estavam cobertos de neve.

Eu, inclusive, consegui pisar num resquícios de neve que havia na grama. Eu, que amo uma neve, fiquei toda empolgada!

Há, ainda, um restaurante, que já foi uma antiga parada para caçadas, as famosas hunting lodges.

E, lógico que não poderia faltar um Biergarten. Afinal, trata-se de uma ilhota alemã!

Apesar de o lugar onde o barco atracar ser bem simples – e somente com um restaurante e uma igreja como prontos principais – é um passeio que vale o deslocamento e o preço: €15.50 (ida e volta – valores de março de 2019).

Motivos para voltar a Berchtesgaden

Confesso que voltei um pouco frustrada para Salzburgo, pois a região de Berchtesgaden merece muito mais do que um simples bate e volta. O ideal é pernoitar por lá.

Assim, usa-se um dia inteiro para explorar as trilhas do Parque Nacional de Berchtesgaden ou conhecer os outros atrativos da região.

Esta região dos alpes é linda demais para se conferir em um passeio de um dia. Porém, foi o melhor que consegui fazer, pois meu foco era conhecer Salzburgo. Então, ter a oportunidade de ir um pouco mais além da fronteira já foi um extra.

Quem sabe em uma próxima Eurotrip eu não consiga explorar melhor este fascinante pedacinho da Alemanha?

Contemplação é a ordem do dia!

Referências

https://pt.wikipedia.org/wiki/Königssee

https://en.wikipedia.org/wiki/Königssee

A acomodação perfeita para a sua viagem, você encontra aqui:

Compre seus ingressos em Português e sem complicação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: